Confira os temas de redação já cobrados no Enem e os critérios de correção


A redação do Enem exige que o candidato explore temas sociais do contexto brasileiro. Confira neste artigo os temas já cobrados e os critérios de correção.

Compartilhar
Confira os temas de redação já cobrados no Enem e os critérios de correção

Desde 1998 a prova do Enem sofreu alterações e passou a ser a principal porta de entrada para o Ensino Superior. 

Como a redação do Enem possui peso significativo na nota final, vale 1000 pontos. As propostas envolvem questões sociais do contexto brasileiro, visando avaliar o senso crítico do candidato. Bem como, os conhecimentos de várias áreas para desenvolver o texto.

Para quem está estudando para o Enem e tem a redação como uma dificuldade, a Kultivi já sugeriu várias dicas para mandar bem na dissertação

E a principal dica é praticar. Quanto mais você escrever e explorar o tema, mais você desenvolverá as habilidades necessárias para nota 1000 na redação. Então, uma vez na semana, escreva uma dissertação utilizando as propostas listadas abaixo.

Mas, antes de começar a escrever, é ideal que você faça uma pesquisa sobre os temas, leia notícias, revistas, livros, veja vídeos e fique antenado nos tópicos mais comentados recentemente nas mídias.

Porque mesmo que os temas não se repitam, você terá mais bagagem para argumentação e poderá usar as informações adquiridas como uma citação ou referência.

Quais foram os temas de redação das provas anteriores do Enem?

2017 – Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil (primeira aplicação) e Consequências da busca por padrões de beleza idealizados (segunda aplicação)

2016 – Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil (primeira aplicação) e Caminhos para combater o racismo no Brasil (segunda aplicação)

2015 – A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira (primeira aplicação) e O histórico desafio de se valorizar o professor (segunda aplicação)

2014 – Publicidade infantil em questão no Brasil (primeira aplicação) e O que o fenômeno social dos “rolezinhos” representa? (segunda aplicação)

2013 – Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil (primeira aplicação) e Cooperativismo como alternativa social (segunda aplicação)

2012 – O movimento imigratório para o Brasil no século XXI (primeira aplicação) e O grupo fortalece o indivíduo?

2011 – Viver em rede no século 21 – os limites entre o público e o privado (primeira aplicação) e Cultura e Mudança Social (segunda aplicação)

2010 – O trabalho na construção da dignidade humana (primeira aplicação) e Ajuda Humanitária (segunda aplicação)

2009 – Qual é o efeito em nós do “eles são todos corruptos”?

2008 – Como preservar a floresta Amazônica.

2007 – O desafio de se conviver com a diferença.

2006 – O poder de transformação da leitura

2005 – O trabalho infantil na realidade brasileira

2004 – Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação

2003 – A violência na sociedade brasileira: como mudar as regras desse jogo?

2002 – O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais que o Brasil necessita?

2001 – Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar os interesses em conflito?

2000 – Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional

1999 – Cidadania e participação social

1998 – Viver e Aprender

De acordo com a cartilha do participante, disponibilizada pelo Inep (Brasília/DF 2017), a nota de redação do Enem vale até 1000 pontos e para alcançar esta nota é necessário que o candidato siga atentamente as cinco competências exigidas. Cada uma delas vale 200 pontos.

Mas, se você tem dúvidas de como estruturar a dissertação é indicado que você procure materiais específicos e pratique. Como por exemplo, videoaulas e ebooks. Essas são opções sem custo e de fácil acesso.

Aqui há um ebook completo com as melhores dicas sobre produção de textos.

baixar ebook

Saiba quais são os critérios de correção da redação do Enem

Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa, considerando o novo acordo ortográfico.

Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

O que faz uma redação do Enem receber nota zero?

Para que uma redação receba nota zero são observados os seguintes fatores:

  • fuga total ao tema;
  • não seguir a estrutura dissertativo-argumentativa;
  • extensão de até sete linhas;
  • cópia integral do(s) texto(s) motivador(es) da proposta de redação ou de outros textos da prova;
  • sinais e desenhos; trechos desconectados do tema proposto;
  • assinatura, nome, apelido ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante;
  • texto integralmente em língua estrangeira; folha de redação em branco.

Sendo assim, fique atento às exigências e estude bastante.

No seu cronograma de estudos, dedique um tempo para a redação. Você pode, por exemplo, escolher um tema das provas anteriores e aplicar os conhecimentos que adquiriu com videoaulas, apostilas ou com o seu professor durante a semana.

Então, após escrever sua redação, dentro das exigências do gênero textual, peça para alguém ler.

Passada uma semana, volte ao texto e tente melhorá-lo. Faça algumas leituras sobre o tema e reescreva o texto.

Reveja algumas dicas de redação e repita esse exercício com outros textos.

Com certeza, essa prática irá ajudá-lo a escrever uma dissertação com qualidade e sem desespero.

Até a próxima.

Compartilhar

estude gratuitamente
com a kultivi

CADASTRE-SE