Prova de Habilidades Clínicas Revalida: o que é?


A segunda etapa do Revalida consiste em uma prova de habilidades clínicas que avalia oLeia Mais →

Prova de Habilidades Clínicas Revalida: o que é?

A segunda etapa do Revalida consiste em uma prova de habilidades clínicas que avalia o médico formado no exterior, executando tarefas práticas para uma banca examinadora.

O participante percorre dez estações resolvendo tarefas como a investigação de história clínica, a interpretação de exames complementares, a formulação de hipóteses diagnósticas, a demonstração de procedimentos médicos e o aconselhamento a pacientes ou familiares

Para cada estação o candidato tem um tempo determinado para analisar os exames e fazer perguntas ao paciente.

A banca examinadora marca, em um checklist, o desempenho do candidato – adequado, parcialmente adequado ou inadequado.

O médico é avaliado em todos os procedimentos: na anamnese, no diagnóstico e na conduta.

É importante saber que o paciente é um ator que responderá somente o que estiver em seu roteiro.

Então, prepare-se para fazer as perguntas certas.

A melhor forma de se preparar para a prova de habilidades clínicas do Revalida é entender como aprova é estruturada.

Já falamos que a prova é complexa e com alguns detalhes (que o nervosismo pode fazer o candidato esquecer). Portanto, busque estudar por provas anteriores.

Leia com atenção e simule como seria seu comportamento em cada situação.

Como estudar para a segunda etapa do Revalida?

Mesmo que o enunciado não faça menção, lembre-se de fornecer as orientações necessárias ao paciente, com vocabulário simples e sem excesso de informação.

Estes são fatores que comumente diminuem a pontuação dos candidatos.

Para te ajudar nessa preparação, confira a versão preliminar dos padrões esperados de procedimentos da prova de habilidades clínicas do Revalida 2017.

Você tem acesso às instruções para os candidatos,instruções para o ator (que simula o paciente) e ao checklist do examinador. O que é um ótimo material de estudo, já que você consegue saber qual conduta é esperada para cada caso.

Se possível, converse com médicos que fizeram a prova recentemente para entender melhor como ela funciona e ser assertivo.

Informações importantes sobre a segunda etapa do Revalida.

Novamente, ler o enunciado e prestar bastante atenção nos detalhes são fundamentais.

Muitas vezes os exames não apresentam alterações significativas,porém o comportamento do paciente pode demonstrar outros sintomas para a elaboração do diagnóstico adequado.

Para deixar isso mais claro, segue um exemplo.

Na prova de habilidades clínicas do Revalida 2016, em uma das estações a “paciente” mostrou ao médico alguns exames hormonais de uma consulta anterior. Nos exames não havia nada que pudesse resultar em um diagnóstico grave.

No entanto, ao observar o comportamento da paciente era esperado que o médico fizesse novas perguntas e, portanto, identificasse que ela era vítima de violência doméstica e pretendia cometer suicídio.

O enunciado apresentado ao médico pedia apenas para que o candidato interpretasse os exames.

Veja como é importante estar atento aos detalhes.

O Revalida requer muito mais do que conhecimento profundo de doenças e tratamentos, exige também as competências e habilidades.

5 Dicas essenciais para a prova prática.

Não esqueça de se apresentar ao paciente antes de iniciar qualquer procedimento.

Sempre lavar as mãos antes de tocar no paciente, caso necessário.

Atenção a comunicação não-verbal. Não cruze os braços e receba o paciente com educação e cordialidade.

Não use termos médicos para que o paciente entenda o diagnóstico e tratamento, se houver.

Fique calmo, não deixe que o nervosismo prejudique seu desempenho.

Conteúdos cobrados na prova de Habilidades Clínicas

Nas últimas edições do Revalida, foram apresentadas situações bem interessantes na segunda etapa.

Em 2014, os médicos analisaram situações de: Atenção do RN,Pré-natal e Sífilis, Tabagismo e Enfisema Pulmonar, Métodos Anticonceptivos, TBC Pulmonar, Febre Escarlatina, ABCDE do Trauma, Celulite, Lombalgia,Hipotireoidismo.

Em 2015, as estações abordaram Diabetes Mellitus, ITU, Tabagismo, Hanseníase, Violência Sexual, Risco de aborto, Úlcera Gástrica, Pneumotórax, Puericultura e Aleitamento materno, Atraso do Crescimento Constitucional.

Em 2016 foram: Suturas, Síndrome de Down, Asma, Rx, Uso de espaçador, Enxaqueca, Prevenção Quaternária, TBC Pulmonar, Suicídio, Violência Doméstica,HIV (informar resultado para o paciente), Dengue, Abdome Agudo Perfurativo, Estratégia de Saúde da Família.

Então resumindo, o que você não pode deixar de fazer é usar todas as informações que apresentei acima a seu favor e preparar-se para o próximo exame.

Não é impossível passar, mas os índices de reprovação são altos. Então, organize-se e planeje seus estudos considerando todas as características da prova.

Depois me conte se este conteúdo foi útil para você.

Até mais.


estude gratuitamente
com a kultivi

CADASTRE-SE